O cosplay e a diferença que faz uma boa apresentação
IMG_COSPLAY

Cosplay vem do japonês kosupure e é uma abreviação de costume roleplay. Em linhas gerais, a prática consiste em fantasiar-se ou disfarça-se como um personagem, imitando igualmente sua maneira de se comportar e seus trejeitos.

Pode-se dizer que o cosplay é uma homenagem. E não tinha como Benjamin Carpenter, que tem atrofia muscular espinhal,  fazer uma homenagem mais bonita do que essa: ele transformou sua cadeira de rodas para interpretar o personagem principal do mais novo Mad Max (tem outro post sobre o filme AQUI) durante a Tampa Bay Comic Con, nos Estados Unidos.

img_01

No final, Benjamin, que é maquiador de efeitos especiais, estudante de engenharia e jogador de futebol cadeirante, levou o prêmio do melhor cosplay do evento. Porque uma boa apresentação faz, sim, toda a diferença e desperta o interesse de todos 😉

img_02

Acredita-se que no Brasil a arte do cosplay foi introduzida em 1996 durante a primeira convenção de animes realizada por aqui, o Mangacon, em São Paulo. Atualmente existem milhares de praticantes espalhados pelo país e os maiores eventos chegam a alcançar público de mais de 40 mil pessoas. Clicando AQUI é possível encontrar cosplayers de todo o mundo, inclusive a mais bem rankeada delas, a profissional Reika.

[texto Nina Zambardino]
[fotos reprodução]

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>