O projeto de regulamentação da profissão de designer
dizaini

Como todos sabem,  o Meu Estúdio é composto por profissionais da comunicação e das artes, sendo a maioria de designers, seja no time de apresentações ou no de vídeo – que no final trabalham sempre juntos.

Acontece que há alguns dias foi aprovado pelo Senado um projeto para a regulamentação da profissão de designer, que até agora não existia. Você sabia disso?

Tá, mas aí você se pergunta: qual o problema de não existir essa profissão regulamentada? Bom, existem vários! Teoricamente, qualquer pessoa que saiba mexer em um software gráfico pode se dizer designer e a coisa acaba ficando um pouco bagunçada, às vezes sem o reconhecimento que merecemos. É como se uma pessoa não formada em engenharia começasse a vender projetos de construção. Perigoso, né?

Mas o que muda? Os profissionais terão todo o respaldo necessário que a lei exigir dentro de suas normas, e serão tratados como qualquer outro profissional. As empresas que usarem a denominação designer ou Empresa de Design sem cumprir os critérios estabelecidos pela lei serão punidas.

Essa luta pela regulamentação vem de longe, desde de 1980, quando o projeto foi proposto. Apenas em 2012 o foi aprovado pela CTASP (Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público), em 2013  pela CCSJ (Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania) e em 2014 pelo Senado.

Nos resta agora aguardar a sanção presidencial.

[texto Lets Meireles]

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>