As várias cores de 2016
IMG_CORES

Quartzo Rosa e Serenidade são as cores do ano. Pela primeira vez na história, a Pantone não escolheu uma, mas duas tonalidades para o ano de 2016.

Segundo a marca, a opção se deu pela necessidade da trazer ao mundo mais equilíbrio, serenidade e calma. Após um 2015 agitado, com fortes conflitos sociais, crise econômica internacional e altíssima carga política, a moda e o design refletiram essas preocupações por meio do excessivo uso da cor preta, que invadiu galerias e passarelas.

Em oposição, os tons suaves e pasteis complementam-se. “O Quartzo Rosa é um tom persuasivo mas suave, que transmite compaixão e um senso de compostura. Serenidade é leve e arejado, como o céu azul acima de nós, trazendo sentimentos de alívio e relaxamento, mesmo em tempos turbulentos”, diz Leatrice Eiseman, diretora executiva da Pantone.

E se engana quem pensa que a discussão para por aí. Além da inquestionável sensação de ordem e paz que as nuances trazem, a marca também provoca nossas tradicionais percepções sobre gênero e suas associações a cores.

jgj

Dividindo opiniões, a Pantone reafirma a já conhecida necessidade de quebra do paradigma que intitula rosa como “cor de menina” e azul como “cor de menino”. Enquanto ganha aplausos de alguns pelo ato, incomoda outros ao questionar uma tradição reforçam o estereótipo de gênero como algo binário.

Aguardamos ansiosos pela cor (ou cores) de 2017. Em um real manifesto pela diversidade, acreditamos na existência de muito mais além de duas opções dentro do universo de possibilidades que a vida nos traz. Tudo isso dentro de uma grande paleta em que azul e rosa sejam apenas mais duas alternativas.

[texto ANA CAROLINA DONEGÁ]

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>