Oscar 2016: TESTEMUNHARAM?
OSCAR

Entre trancos, barrancos e polêmicas étnicas, mais uma cerimônia do Oscar aconteceu na noite deste domingo, dia 28. O engraçado é que tudo aconteceu meio que num clima de novela:, será que, final e justamente, Leonardo Dicaprio levaria a estatueta? Qual será o melhor filme? E a melhor canção?

Antes de falar sobre o que você provavelmente já sabe, vamos falar de coisas que merecem destaques. Primeiro, a apresentação espetacular de Chris Rock.  Uma frase resume: “bom, estou no Oscar da Academia, também conhecido como os prêmios dos brancos”. Sacaram como foi? Cômico! Outra das coisas bacanas foram as homenagens aos atores que se foram ano passado (Wes Craven, Leonardo Nimoy, Christopher Lee, Alan Rickman e claro, David Bowie, por que não?) com direito a Dave Grohl tocando “Blackbird”, dos Beatles. “Writing’s On The Wall”, canção que levou uma estatueta, foi impecavelmente interpretada por Sam Smith.

Quanto aos premiados, recentemente assisti o documentário AMY, sobre a trajetória da cantora Amy Winehouse (e disponível no Netflix e, como diria Glória Pires, o prêmio foi merecido. No filme você consegue perceber o quanto o ser humano pode ser ganancioso de  forma ignorante e revoltante, explorando limites de pessoas pelas quais deveríamos ter não mais do que carinho e respeito.  Sem contar a prepotência e aproveitamento do sucesso alheio

OSCAR_A

Foto: Reprodução

 

Falando sobre a melhor atriz, dizem que Brie Larson será a nova queridinha da América, tomando o lugar de Jennifer Lawrence. Ela ganhou a estatueta mesmo sendo mais coadjuvante do que principal em O Quarto de Jack. Temos também  Tarantino sendo premiado “indiretamente” por melhor trilha sonora por Os 8 Odiados.

Mas foi Mad Max que veio atropelando todo mundo! O longa abocanhou seis prêmios: melhor design de produção, melhor figurino, melhor montagem, melhor edição de som, melhor mixagem de som e melhor cabelo e maquiagem. E o filme de George Miller não teria como perder nessa edição: é um blockbuster em termos técnicos e apresenta um universo muito bem criado. Até hoje a imagem daquele guitarrista que tocava enquanto jogava labaredas de fogo como tambores de guerra não saem da minha cabeça.

Com O Regresso, (melhor fotografia, melhor diretor e melhor ator), Alejandro G. Iñárritu conseguiu ganhar mais uma vez o oscar de melhor diretor e entrou para a galeria de privilegiados que ganharam duas vezes seguidas – em 2015 foi com Birdman.

Agora, o maior destaque desta edição foi a Acadêmia finalmente se redimir com Leonardo DiCaprio e entregar a ele, depois de cinco indicações frustradas, o prêmio de melhor ator. Simplesmente não havia como ser diferente! Bem, talvez se Will Smith (Um Homem entre Gigantes), Idris Elba e Abraham Attah (Beast of no Nation), Michael B. Jordan (Creed) ou Jacob Tremblay (O Quarto de Jack) também estivessem no páreo a coisa fosse diferente…

A interpretação de DiCaprio é muito expressiva. Ele não diz NADA no filme inteiro. Porém, tudo que é retratado teve, de fato, a participação direta do ator. Comer carne (sendo ele vegetariano), pular em um rio quase congelado, tropeçar, cair, ficar com a cara toda ensanguentada… ele mereceu!

OSCAR_C

Foto: Reprodução

 

Depois da maior piada da internet dos últimos tempos morrer, tivemos a surpresa da premiação de melhor filme para Spotlight – Segredos Revelados. Spotlight mostra um grupo de jornalistas que reúne milhares de documentos que provam diversos casos de abuso a crianças causadas por padres católicos, assunto que é ocultado pelos maiores líderes religiosos. O filme é baseado em uma história real.

Fechando a noite, uma injustiça: Sylvester Stallone merecia a estatueta de melhor ator coadjuvante por  Creed – o prêmio foi para Mark Rylance, Ponte dos Espiões. Não assistiu ainda? Pois vá!

OSCAR_D

Foto: Reprodução

 

Confira abaixo os Vencedores do Oscar 2016:

Melhor filme
Spotlight: Segredos Revelados

Melhor ator
Leonardo DiCaprio (O Regresso)

Melhor atriz
Brie Larson (O Quarto de Jack)

Melhor diretor
Alejandro G. Iñárritu (O Regresso)

Melhor animação
Divertida mente

Melhor filme estrangeiro
O filho de Saul (Hungria)

Melhor trilha sonora
Os 8 Odiados

Melhor roteiro adaptado
A Grande Aposta

Melhor roteiro original
Ex Machina

Melhor design de produção
Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor fotografia
O Regresso

Melhor figurino
Mad Max: Estrada da Fúria

Melhores efeitos visuais
Ex Machina

Melhor montagem
Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor atriz coadjuvante
Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa)

Melhor ator coadjuvante
Mark Rylance (Ponte dos Espiões)

Melhor Mixagem de som
Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor Edição de som
Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor curta de animação
Bear Story

Melhor curta de live action
Stutterer

Melhor cabelo e maquiagem
Mad Max

Melhor documentário
Amy

Melhor documentário de curta- metragem
A Girl in the River: The Price of Forgiveness

Melhor canção original
Writing’s On The Wall, Sam Smith (007 contra Spectre)

[TEXTO Alessandro Bernard]

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>