Aprenda a receber críticas
22

Direto e reto: sensibilidade é uma coisa, sentimentalismo fora de hora é outra.

Acontece que, quando bem fundamentadas, críticas nos enriquecem; ouvir o que os outros têm a dizer, principalmente os mais experientes, nos ajuda a crescer. O segredo está em encarar a crítica como um subsídio a mais para poder melhorar nossos pontos não tão fortes.

Percebeu que ainda não falamos especificamente de ~apresentações~ neste post? Pois bem, isso porque a essência deste texto extrapola os limites de ppts, prezis, keynotes, vídeos ou flashes… Mais valiosos do que nunca, sim, para como reagir durante/depois de uma apresentação não tão bacana, estes conceitos servem igualmente para toda e qualquer situação nas quais a gente precisa se expor diante de outras pessoas.

Fato: quanto mais alto você estiver, mais gente vai desejar a sua queda simplesmente por não conseguir lidar com o sucesso alheio. Críticas construtivas nos ajudam. As frustrações alheias não merecem nossa atenção.

Para tanto, dar o melhor de nós em cada situação já é um excelente começo. Ninguém é perfeito. Saber respeite suas limitações momentâneas pode ser uma carta na manga. Analise cada experiência, negativa e positiva, e veja o que pode mudar. Tenha flexibilidade para lidar com os reveses e acredite: tudo isso vai fazer parte da sua bagagem de vida.

Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>